31.12.15

Meu querido 2015! Olá 2016!

Não gosto de números pares, mas receberei o novo ano de braços abertos.
Meu querido 2015 que foi um ano bom!
Foi um ano calmo, sem percalços, um ano de alterações profissionais quer para mim quer para o Nuno. Foi o ano em que, com 35 anos, me dei conta que passei a dar valor a pequenas coisas, que a idade e a maturidade nos trazem esta forma de estar (tão boa!) e que nada importa a não ser aqueles que se importam connosco.
Estou mais velha. Estou menos livre desde o nascimento dos meus filhos, mas estou hoje bem mais feliz do que antes.
Deixei amigos pelo caminho. Abracei outros. Dizem que é a vida.

2014 tinha sido um ano penoso em todos os sentidos. Emocionalmente esgotante e financeiramente nem se fala.
Mudámos de casa no meio do turbilhão de emoções com a suposta surdez do Duarte, baptizámo-lo, fomos de férias de Verão, passamos o Ano em Cabo Verde depois de tantos entraves (com greves, bronquiolites inesperadas...).
Recebi 2015 em lágrimas, com 30ºC de temperatura, sal no corpo e alma renovada.

Este ano, abraço 2016 com a esperança na consolidação dos feitos bons do ano velho e peço que nos acrescente (mais) saúde, amor no coração, amigos por perto e família unida.

Venha daí o novo Ano!
Estamos prontos.

Bom Ano a todos!

Um beijo
M



Design, coding and theme by Ana Garcês.
Copyright © As Memórias da M