5.2.16

O meu filho pediu - me uma folga...

Cheguei a casa e depois do jantar o João perguntou-me:

-mãe, será que podes tirar uma folga?
- uma folga? ! Como assim?
- sim mãe, uma folga no teu trabalho! Eu agora quase nunca te vejo! ! !

Para quem tem perguntado, eis o motivo da minha ausência por aqui.
Os meus filhos, o Nuno, o blogue, os meus amigos e família têm andado em segundo plano e tenho rapidamente que inverter esta tendência.
Ando a reboque do tempo porque o tempo é demasiado escasso para me atrever a competir com ele.
Em vez de lutar contra a ampulheta, vou aliar - me a ela e dedicar-me mais aos prazeres do momento, aos amigos e família, apreciar o sabor das conquistas dos meus filhos, das desilusões, das palavras novas que aprenderam, dos números que já sabem contar, dos medos que os assolam, das raízes que se vão firmando.
Convém não esquecer que tempo é tramado, não dá tréguas e não faz pause nem rewind nos ponteiros do relógio.

Bom fim de semana!

Um beijo
M.

Design, coding and theme by Ana Garcês.
Copyright © As Memórias da M