11.8.15

Aí vão 7, João!

Meu querido João,

A ti quero dizer o quanto mudaste a minha vida.
Ser mãe era o meu maior sonho a par com o medo de não saber se conseguiria sê-lo.
Pensava muitas vezes se seria capaz, se teria forças, se saberia decifrar o teu choro, se conseguiria acalmar-te nas noites más, cuidar de ti quando estivesses doente, apoiar-te os primeiros passos,  desacelerar-te o coração quando tivesses um sonho mau, dar-te aconchego sempre que precisasses, estar cá sempre para tudo com um sorriso nos lábios.
Ser mãe é um dom. Ser tua mãe é um privilégio.
Para esta profissão é preciso talento, é preciso uma boa dose de amor no coração, muita paciência a correr pelas veias e um filho maravilhoso como tu.

Ser mãe, ser tua mãe há 7 anos é uma das melhores coisa que me aconteceu na vida.

Estás crescido João.
Estás a ficar um homenzinho.
Estás a viver uma pré-adolescência cheia de descobertas, cheia de vida e condensada numa inocência que se quer que perdure no tempo.

És um menino doce. Sempre foste.
Nasceste e tornámo-nos inseparáveis.
Vês em mim uma confidente. Eu vejo em ti o meu reflexo.

Muitos parabéns meu amor!
Sejas sempre (muito) feliz.

Um Beijo
Mãe

(hoje tb um beijo apertado do Pai, do Micas, da tia Catarina, da tia Marta e do tio Carlos que me afogavam na praia se não colocasse aqui o nome deles! )




Design, coding and theme by Ana Garcês.
Copyright © As Memórias da M