21.10.16

A Pré-adolescência cá de casa...

Há dias que não o posso ouvir.
Há dias que me tira do sério com as piadas parvas da idade e outros há em que me deixa incrédula e sem palavras com as atitudes (fofas) que tem.
Será que tenho um adolescente altamente precoce aos 8 anos?!
Agora tudo dá direito a bater de pé, a franzir de sobrolho, a "a mãe é má".
O banho é uma seca, almoçar ou jantar fora nem se fala, estar sentado à mesa é um inferno, tudo o que lhe pedimos cospe imediatamente um "não" da boca e nunca faz nada à primeira nem de boa vontade.
Viver em casa dos avós é que era bom, a casa dos amigos é sempre melhor que a nossa, a mãe do amigo é que é uma mãe super hiper mega espectacular e a simples tarefa de se vestir de manhã, é quase tão difícil como subir os Himalaias.
Será que passamos a vida toda à espera que a "fase" do momento passe?!
Quando nascem é a fase das cólicas, depois dos dentes, as doenças, o andar, depois os terrores nocturnos, depois as birras, depois os cocós e chichis pelas pernas abaixo, depois a escola, depois as saídas, depois e depois e depois...
Os adolescentes, os pré, os pré-pré em geral parecem-me sempre bipolares. Nunca estão bem onde estão, têm os sentimento em constante ebulição, em ponto de rebuçado e prontinhos a explodir a qualquer momento.
São mimados e nada os satisfaz, mas têm momentos em que a idade se mostra, em que o bebé dentro deles salta cá para fora e o carinho e amor superam todas as divergências.
Assim anda o meu cá por casa...

E por aí? Alguém a passar pelo mesmo?

Um beijo
M

Design, coding and theme by Ana Garcês.
Copyright © As Memórias da M